Desenvolvimento de vacinas e a pandemia do novo coronavírus no podcast Papo Secad

  • dezembro/2020
  • 649 visualizações
  • Nenhum comentário
Desenvolvimento de vacinas e a pandemia do novo coronavírus

A primeira vacina registrada no mundo foi desenvolvida no século 18, na Inglaterra, pelo Dr. Edward Jenner a fim de combater a varíola. Mais de 250 anos depois, essa tecnologia evoluiu e é uma aliada da saúde contra diversas patologias. No contexto da pandemia do novo coronavírus, a vacina é considerada a melhor opção de imunização para o vírus causador da Covid-19.

Em contrapartida, a Organização Mundial da Saúde (OMS) apontou movimento antivacinas como uma das 10 maiores ameaças à saúde em 2019. No mesmo ano, o relatório da OMS contabilizou 207 mil mortes no mundo pelo sarampo – o dobro de 4 anos atrás. O retorno da doença é explicado pela diminuição da cobertura vacinal, que tem como consequência a volta de epidemias já controladas.

O podcast Papo Secad conversou com dois pesquisadores para entender o funcionamento e importância do imunizante, tecnologias disponíveis e como são desenvolvidas as vacinas. Entrevistamos o pediatra e presidente da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm), Juarez Cunha, e a imunologista Cristina Bonorino, professora titular da Universidade de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFSCPA) e integrante do Comitê Científico da SBIm. Também buscamos respostas com o imunologista Jorge Kalil, professor titular de Imunologia Clínica e Alergia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) e com ampla experiência na pesquisa de vacinas.

Na primeira parte, conversamos sobre como as vacinas atuam no organismo e como acelerar o processo de produção sem pular etapas na emergência de uma pandemia. Além disso, é preciso entender como o agente infeccioso age e porque a imunidade provocada por uma vacina tende a ser mais efetiva que aquela de quem já contraiu a doença.

Na segunda parte, a imunologista Cristina Bonorino, que também é pesquisadora associada da Universidade da Califórnia (San Diego), explica como se desenvolve um estudo de vacina, em quais casos o imunizante é mais indicado que o tratamento e como o aporte financeiro impacta na pesquisa, além de outras questões importantes para desmistificar o tema.

Quer saber mais sobre o assunto? Escolha sua plataforma favorita e ouça o novo episódio do Papo Secad:

Parte 1:

Spotify: Clique aqui para ouvir.

Google Podcasts: Clique aqui para ouvir.

Apple Podcasts: Clique aqui para ouvir.

Parte 2:

Spotify: Clique aqui para ouvir.

Google Podcasts: Clique aqui para ouvir.

Apple Podcasts: Clique aqui para ouvir.

Se você não utiliza nenhum dos aplicativos acima, clique aqui para ouvir o podcast pelo Anchor.

Redação Secad
Matéria por

Redação Secad

O melhor conteúdo sobre a sua especialidade.

Tele-Vendas

(51) 3025.2597

Tele-Vendas Liga

Para você

Informações

(51) 3025.2550