A importância da atualização profissional na área contábil

  • novembro/2017
  • 2643 visualizações
  • Nenhum comentário
atualização em contabilidade

Toda a vez que assina um relatório, o profissional contábil se responsabiliza por aquilo que o documento atesta. Mais do que pela complexidade das normas e da legislação fiscal e societária, é pela responsabilidade técnica que recai sobre auditores e contadores que a atualização se torna fundamental. A análise é de Antonio Carlos Nasi, coordenador geral do PROCONTAB, o Programa de Atualização em Contabilidade.

Desenvolvido pelo Secad em parceria com a Academia Brasileira de Ciências Contábeis (ABRACICON) e profissionais de renome, o PROCONTAB Contabilidade – NBC CPC IFRS chega ao Ciclo 4 trazendo temas atuais e de grande utilidade para o melhor desempenho da profissão. No total, são 20 artigos, distribuídos trimestralmente em quatro volumes impressos.

O material reúne tendências, estudos de casos e preocupações cotidianas acerca da profissão. Entre os assuntos da nova edição estão ativos intangíveis e especiais, formação do preço venda das commodities agrícolas, características corporativas de empresas de grande porte na adoção do IFRS, finanças públicas e recomendações para o terceiro setor.

Organizações sem fins lucrativos, por exemplo, depositam na imagem da instituição o aporte necessário para angariar investidores, parceiros e patrocinadores. As ações sociais, voltadas ao interesse público, necessitam de profissionais que deem fé às informações financeiras e assegurem conformidade com a legislação – em constante reformulação. É responsabilidade do profissional contábil, portanto, orientar a gestão de recursos e assegurar a transparência na prestação de contas.

“No terceiro setor, temos legislação específica, e a especialização e a atualização fazem com que o profissional seja um bom entendedor daquilo a que ele se propõe”, esclarece Edeno Tostes, coordenador da Câmara do Terceiro Setor do Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis e autor de Recomendações e atualizações para o terceiro setor.

Além de receber o material físico, o inscrito no PROCONTAB pode acessar os conteúdos nas plataformas digitais do Secad. Ao final do ciclo (que tem duração de 12 meses), o profissional pode obter quatro certificados que garantem até 120 horas de atualização, além de até 40 pontos no Programa de Educação Profissional Continuada do Conselho Federal de Contabilidade (CFC).

Segundo Nasi, por meio do PROCONTAB o inscrito usa dos modelos mais eficientes de ensino, aperfeiçoamento e atualização disponíveis no mercado. “O programa tem custo acessível, otimiza o tempo e amplia conhecimentos de uma forma rápida, moderna e de amplitude técnica muito adequada às necessidades profissionais.”

Confira a íntegra do Ciclo 4 do PROCONTAB Contabilidade – NBC CPC IFRS:

    • Ativos intangíveis e ativos especiais: uma perspectiva da teoria institucional
    • Gestão estratégica de custos interorganizacionais
    • Evidenciação, normas internacionais de relatório financeiro e custo de capital próprio em empresas abertas
    • Recomendações e atualizações para o Terceiro Setor
    • Resultados fiscais: conceitos e impactos nas contas públicas
    • Aspectos da governança corporativa, auditoria, controladoria e controle interno na avaliação de desempenho das organizações
    • Cooperativas de crédito
    • Escolhas contábeis e características corporativas de empresas de grande porte na adoção do IFRS
    • Finanças Públicas
    • Qualidade da Informação Contábil: Uma Análise da Percepção de Investidores sobre o Disclosure de Derivativos
    • Demonstração dos Fluxos de Caixa
    • Desafios das Firmas de Auditoria de Pequeno e Médio Portes(FAPMP) frente ao Mercado e à Concorrência
    • Lei Anticorrupção – Gestão de Controles e Riscos Jurídicos
    • Pagamento baseado em ações: uma análise dos aspectos fundamentais do CPC 10
    • Setor público: transparência, condição financeira, controle social
    • Custos na Administração Pública
    • Demonstração do Valor Adicionado: um guia para elaboração e análise
    • Formação do Preço Venda das Commodities Agricolas
    • IFRS 15: Receitas de Contratos com Clientes – o que Muda no Reconhecimento Contábil
    • Influência da Book-Tax Differences nos honorários de Auditoria
Redação Secad
Matéria por

Redação Secad

O melhor conteúdo sobre a sua especialidade.

Deixe uma resposta

Tele-Vendas

(51) 3025.2597

Tele-Vendas Liga

Para você

Informações

(51) 3025.2550