Veja como a era digital está mudando as rotinas trabalhistas

  • outubro/2017
  • 3829 visualizações
  • Nenhum comentário

Dizer que a era digital implicou grandes mudanças é quase um lugar-comum. Esse clichê, no entanto, não é à toa, tendo em vista os impactos causados pelas novas tecnologias nos mais variados âmbitos.

As rotinas trabalhistas, por sua vez, não fogem à regra. Prova disso é a importância de se manter atualizado, independentemente da área de atuação. Para saber mais sobre essas transformações e o que elas significam na prática, continue lendo o texto!

Por que as rotinas trabalhistas mudaram?

A disseminação da internet nos idos da década de 1990 trazia ao público uma ferramenta em formação, cuja usabilidade era tão confusa quanto seus próprios objetivos. Cerca de duas décadas depois, todas as possibilidades estão a um clique de distância, na palma da mão. Um dispositivo pequeno, mas com inúmeras funcionalidades, pode se conectar à chamada rede mundial.

Por conta desse intenso fluxo de informações, a rotina trabalhista também passou por significativas alterações. Um médico, por exemplo, tem recursos tecnológicos à disposição para fazer o gerenciamento da clínica de forma mais efetiva. Em contrapartida, um aspirante ou um profissional em formação pode encontrar conteúdos ricos, que dão dicas relevantes para planejar sua carreira médica.

Outra exemplificação notável disso é a Lei Nº 11.419, de 2006, que trata da informatização do processo judicial, fato inimaginável para os decanos do segmento jurídico.

Como essas alterações afetam a rotina de trabalho?

Seguindo o exemplo da lei supracitada, um advogado, nos dias de hoje, pode cuidar de inúmeros procedimentos (petições, atos processuais, recursos etc.) por vias eletrônicas. Isso otimiza o tempo gasto com atividades habituais.

Mais do que isso, acompanhar as notícias jurídicas se torna quase que uma obrigação, tamanha a facilidade de encontrar, em segundos, boas fontes sobre o tema. Ou seja, entender, de maneira geral, sobre o novo código de processo civil, é uma tarefa que leva poucos minutos.

Trata-se, portanto, de uma rotina mais produtiva, já que não é mais preciso se dedicar a atividades que atualmente se encontram automatizadas.

Como se aproveitar dessas mudanças?

Quem vai seguir carreira jurídica, por exemplo, deve refutar aquele velho modelo dos escritórios de advocacia: pilhas e pastas lotadas de papéis e documentações.

Existem, também, novos caminhos para compreender uma reforma, conhecer melhor um tópico ou se aproximar de um assunto mais específico. Afinal, o mercado exige uma constante atualização profissional e boas ferramentas de estudo estão totalmente alinhadas às vias digitais.

Veja, logo abaixo, alguns aplicativos que tendem a melhorar por completo a rotina de trabalho de um advogado:

Evernote

Excelente para lembretes, listas e para a organização diária como um todo. Funciona de forma integrada no smartphone e no computador.

O aplicativo tem uma versão básica (gratuita) e uma premium (paga), além de estar disponível também em português.

Disponível para Android, iOS e Windows Phone.

Astrea

Software que inclui todas as funcionalidades inerentes ao cotidiano de um escritório. Gerencia processos e casos em uma interface de fácil utilização.

Em português, disponível para Android e iOS, com período para experimentação gratuita.

Vade Mecum Online

Disponível em vários formatos (tanto gratuitos quanto pagos) para Android e iOS, ele possibilita consultar o Vade Mecum a qualquer momento.

Sendo assim, as rotinas trabalhistas contam com o auxílio da tecnologia na aquisição de conhecimentos e na otimização de atividades corriqueiras.

Se você gostou deste artigo, compartilhe-o em suas redes sociais e marque seus amigos que querem dar um salto de qualidade nas respectivas carreiras!

Redação Secad
Matéria por

Redação Secad

O melhor conteúdo sobre a sua especialidade.

Deixe uma resposta

Tele-Vendas

(51) 3025.2597

Tele-Vendas Liga

Para você

Informações

(51) 3025.2550