Odontologia veterinária: entenda a ascensão da especialidade

  • agosto/2019
  • 2555 visualizações
  • Nenhum comentário
odontologia veterinária

As mudanças de hábitos de tutores de pequenos animais têm ampliado a atenção à saúde dos pets. A condição bucal, no entanto, nem sempre é o foco da visita ao veterinário, mas é uma das principais causas de complicações. É nesse contexto que a odontologia veterinária ganha espaço.

Segundo a Revista Veterinária, 80% dos animais acima dos dois anos apresentam algum problema dentário.

Dor, sangramento, mau hálito e perda de apetite podem ser sinais de problemas bucais. O revés mais comum nos animais é a placa: a cada 24 horas, forma-se uma película de bactérias sobre os dentes. Esse acúmulo é responsável por inflamações e infecções. A radiografia intraoral é a mais indicada para avaliar a condição da dentição e determinar o diagnóstico.

A má alimentação causada pela dificuldade de mastigação tem impacto direto na imunidade. As bactérias instaladas nos dentes podem atingir a corrente sanguínea, chegando a órgãos como coração, pulmão e rins. A condição, nesses casos, pode ser fatal.

Outras infecções periodontais como cálculo dentário (tártaro) e gengivite são associadas a diabetes melitus. Tratamentos como raspagem, polimento e extração são alguns dos procedimentos aplicáveis nesses casos.

Especialização e diretrizes

A formação para atuar com odontologia veterinária começa pela especialização (pós-graduação), que qualifica o profissional para atender a complexidade da odontologia veterinária.

Um procedimento relevante na área é a sedação. Apesar de não ser uma prática específica da profissão, ela é necessária na maioria dos casos de avaliação dos animais.

Mas o assunto não é unanimidade entre os especialistas – alguns defendem o uso de sedativos apenas para casos específicos – como em procedimentos mais invasivos. Por isso, é importante que o médico veterinário se mantenha atualizado sobre o assunto, acompanhando cursos, simpósios e palestras.

Para ficar em dia na profissão, também existem as atualizações profissionais desenvolvidas pelas maiores associações científicas da área. Um exemplo é a atualização em Medicina Veterinária da ANCLIVEPA Brasil.

A Associação Brasileira de Odontologia Veterinária (ABOV) defende o uso de sedação para otimizar a avaliação de todas as faces dos dentes. A entidade condena procedimentos odontológicos sem o recurso e orienta ainda o uso de sedativos para procedimentos como a raspagem. A intenção é evitar que a intervenção seja superficial e que a limpeza ocorra também entre os sulcos gengivais e bolsas periodontais.

As diretrizes da Small Animal Veterinary Association fornecem um sistema de classificação de implementação fácil e repetitivo para a saúde dentária. A descrição de diagnósticos e procedimentos destaca os conhecimentos em fisiologia e anatomia como essenciais para a prática odontológica.

Prevenção na odontologia veterinária

Junto da oferta de banho e tosa, por exemplo, é indicado que o médico veterinário faça uma revisão bucal para certificar-se das condições de saúde do animal. Seja qual for o motivo da visita ao pet ou à clínica, o profissional pode orientar os tutores sobre a higiene bucal e a necessidade de acompanhamento regular.

Se o veterinário sem especialização odontológica perceber alguma alteração, ele deve encaminhar para um colega capaz de realizar o tratamento.

Já existem no mercado clínicas especializadas em odontologia veterinária. Se você pensa em investir na especialidade, saiba que é necessária uma sala bem equipada. Aparelhos de autoclave para esterilização, equipo odontológico, equipamento para radiografia e de monitorização são necessárias à adaptação do consultório.

Este eBook grátis é um guia completo sobre exodontia em pets. Se você deseja se aprofundar no assunto ou aprimorar sua prática profissional, aproveite e baixe agora:


Redação Secad
Matéria por

Redação Secad

O melhor conteúdo sobre a sua especialidade.

Deixe uma resposta

Tele-Vendas

(51) 3025.2597

Tele-Vendas Liga

Para você

Informações

(51) 3025.2550