Cinco tendências para o futuro da radiologia

  • setembro/2017
  • 12143 visualizações
  • Nenhum comentário
radiologia

A radiologia está em constante evolução. A cada ano surgem equipamentos e métodos capazes de tornar os diagnósticos mais precisos, permitindo que os pacientes tenham acesso a um tratamento médico de qualidade.

Na atualidade, destacam-se o uso do armazenamento de dados em nuvem, a combinação de tecnologias e o surgimento de novos tomógrafos. Em um futuro próximo, os especialistas acreditam que a inteligência artificial revolucionará os exames de imagem.

Nesse sentido, os profissionais devem estar atentos a todas as novidades e tendências, buscando na atualização continuada uma forma de aprimorar os conhecimentos e se manter em sintonia com a evolução da radiologia.

Por isso, o objetivo deste artigo é apresentar as cinco principais inovações em radiologia, destacando os procedimentos e as tecnologias em ascensão. Acompanhe e saiba como fazer o melhor uso de todas as ferramentas, se tornando um profissional diferenciado.

Conheça e confira o Programa de Atualização em Medicina.

1. Novas tecnologias em tomografia para radiologia

tomografia computadorizada é um dos exames mais solicitados em radiologia, sendo de grande importância para a certeza no diagnóstico de inúmeras enfermidades, permitindo o início rápido do tratamento necessário.

Ao longo dos anos, os tomógrafos passaram a utilizar índices cada vez menores de radiação para produzir imagens cada vez melhores.

Atualmente, a precisão e a eficiência na captura das imagens é ainda maior. Os tomógrafos mais modernos fazem uso de dados tridimensionais e volumétricos e são altamente sensíveis ao movimento, se tornando capazes de registrar movimentos tão rápidos quanto os batimentos cardíacos.

Dessa forma, o aprimoramento tecnológico permite a redução de custos na etapa diagnóstica, aumenta a eficácia dos procedimentos para registro de imagens de alta definição e oferece menos riscos à saúde, graças aos menores índices de radiação dos novos equipamentos.

Em relação ao uso de equipamentos altamente precisos, tem sido cada vez mais comum a combinação de tecnologias para aumentar a eficácia dos diagnósticos. Trata-se de uma das tendências em radiologia mais promissoras, conforme você entenderá agora.

2. Métodos híbridos (combinação de tecnologias)

O uso combinado de duas ou mais tecnologias em medicina diagnóstica, também chamado de métodos híbridos, é uma das principais inovações observadas nos últimos anos em radiologia.

A grande maioria dos profissionais já está habituada à tomografia por emissão de pósitrons (PET-CT), que faz a associação de métodos radiológicos com práticas de Medicina Nuclear. Por possibilitar a visualização das variações de movimento metabólico, esse exame é de enorme utilidade na neurologia e na oncologia, aumentando as chances de sucesso dos tratamentos.

A combinação da ressonância magnética com a emissão de pósitrons (PET-RM), por sua vez, ainda está em fase de documentação da eficácia clínica, sendo aguardada com ansiedade pela comunidade médica.

Em breve, esse método híbrido estará à disposição dos profissionais, permitindo a realização de diagnósticos extremamente precisos com a máxima rapidez e economia de recursos, por evitar a repetição de procedimentos.

Entretanto, o aumento da precisão e da agilidade dos exames de imagem não é a única contribuição das novas tecnologias para a área de radiologia. Na verdade, a forma como os dados sobre os exames são armazenados e transmitidos também vem passando por transformações positivas.

3. Armazenamento em nuvem

O armazenamento de dados em nuvem (ou cloud computing, no termo em inglês) vem promovendo mais segurança e simplicidade não apenas para a prática em radiologia, mas também para as demais áreas médicas.

A digitalização dos laudos e outros documentos do prontuário possibilita uma melhor organização das informações, garante a proteção dos dados e gera uma enorme economia de recursos e de espaço, uma vez que elimina a necessidade de arquivar documentos impressos.

Com acesso remoto às imagens, os radiologistas podem emitir laudos mesmo quando não estiverem presentes na clínica ou no hospital, o que torna a liberação dos resultados mais rápida.

Além disso, o uso da internet para arquivamento permite que os profissionais possam compartilhar os resultados dos exames e fazer uma análise conjunta das imagens, ampliando a atuação das equipes multidisciplinares de saúde.

A internet é a responsável por outra grande inovação em radiologia, que diz respeito ao uso integrado de softwares e aplicativos desenvolvidos para otimizar a qualidade do atendimento oferecido aos pacientes.

4. Integração de sistemas

Atualmente, já é comum o uso de sistemas de gestão hospitalar como o Picture Archiving and Communication System (PACS) e o Radiology Information System (RIS), porém, de forma isolada.

No entanto, as mais recentes tendências em radiologia revelam a necessidade do uso integrado dessas e outras ferramentas, com o objetivo de simplificar as tarefas e conferir mais agilidade aos processos, reunindo os dados de leitura do RIS com as informações de imagem do PACS.

Dessa forma, os serviços de radiologia poderão estabelecer protocolos padronizados para emitir laudos com mais segurança e rapidez, aproveitando o acesso a todas as informações necessárias sobre cada paciente em uma mesma plataforma.

Considerando as vantagens proporcionadas pelo aproveitamento das inovações tecnológicas em radiologia, a precisão das análises e a segurança das informações são dois aspectos que se destacam.

Com o aprimoramento das ferramentas, os especialistas acreditam que será possível alcançar resultados ainda melhores no diagnóstico e acompanhamento das enfermidades, especialmente graças ao desenvolvimento da inteligência artificial.

5. Inteligência artificial (machine learning)

Entre as previsões para o futuro da radiologia médica, o uso da inteligência artificial é um assunto que gera grande expectativa entre os profissionais. Trata-se de tecnologias de alta complexidade, que já estão sendo empregadas em diversos setores da indústria.

Na área médica, espera-se que os equipamentos baseados em machine learning (termo em inglês para a inteligência artificial) sejam capazes de reduzir o tempo de leitura dos dados de imagem gerados, aumentando a precisão dos exames e a eficácia dos diagnósticos.

Portanto, é possível perceber que a radiologia evoluiu e continuará em permanente transformação, graças às inovações que surgem a todo momento. A fim de estarem preparados para todas as novidades, os profissionais precisam buscar oportunidades para ampliar seus conhecimentos.

Saiba como a atualização prepara para o uso das novas tecnologias

O desenvolvimento na carreira como médico radiologista exige o aprimoramento profissional constante, com atenção para a abordagem de todos os temas relacionados à rotina clínica e às tendências para o futuro da radiologia.

Ao manterem-se atualizados, os profissionais podem fazer o melhor uso possível dos equipamentos e oferecer um atendimento diferenciado aos pacientes, melhorando a qualidade da atenção em saúde.

Para isso, é importante contar com projetos que possibilitem o acesso a conteúdos relevantes e bem elaborados, que possam ser facilmente assimilados e garantam um aprendizado de qualidade.

Quer acompanhar todas as tendências em radiologia médica e saber quais são as novidades em outras especialidades como geriatria, ortopedia, enfermagem, psicologia e nutrição? Assine a nossa newsletter e tenha acesso a um conteúdo especialmente produzido para o seu aprimoramento profissional!

Redação Secad
Matéria por

Redação Secad

O melhor conteúdo sobre a sua especialidade.

Tele-Vendas

(51) 3025.2597

Tele-Vendas Liga

Para você

Informações

(51) 3025.2550