A nutrição como aliada na prevenção da diabetes

  • maio/2021
  • 1334 visualizações
  • Nenhum comentário

Conforme a 9ª edição do Atlas de Diabetes da International Diabetes Federation, a IDF, publicado em 2019, existem 463 milhões de adultos com diabetes mundo afora. O número, que por si só já chama atenção, carrega um indicador ainda mais preocupante: mais da metade dos adultos não são diagnosticados. Já a publicação Diretrizes Sociedade Brasileira de Diabetes 2019-2020 aponta que, em 2045, serão 628,6 milhões  de diabéticos no planeta.

No entanto, o dado que mais preocupa é o número de pacientes pré-diabéticos, que supera o de pacientes com diabetes tipo 2. Segundo a Federação Internacional de Diabetes, em 2017 havia 14,6 milhões de brasileiros com pré-diabetes diante, de 12,5 milhões de diabéticos em idade adulta. Nesses pacientes, o nível de açúcar no sangue é elevado, mas não o suficiente para ser diagnosticado com a doença.

Segundo a Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), o paciente é considerado pré-diabético quando os valores de glicemia marquem:

  • Em jejum: entre 100 e 125 mg/dL;
  • Glicemia medida duas horas após a ingestão de 75 gramas de glicose anidra: entre 140 e 199 mg/dL;
  • Hhemoglobina glicada entre 5,7 e 6,4%.

Aspectos como o maior fluxo urbano, acentuado nas últimas décadas, a transição nutricional, o sedentarismo e o envelhecimento populacional figuram entre as principais causas para a elevação da prevalência da condição.

Nesse contexto, o nutricionista torna-se o profissional com maior propriedade para prevenir a diabetes mellitus tipo 2 – que responde por cerca de 90% do total de pacientes. Trata-se de uma enfermidade crônica, mas que pode ser evitada com mudanças no estilo de vida e sem a necessidade de intervenção farmacológica.

Principais evidências da diabetes mellitus tipo 2

Pacientes com hábitos alimentares pobres em fibras, ricos em gordura saturada e em carboidratos mais simples, entre eles os açúcares, têm maior tendência ao ganho de peso. Isso porque a alimentação está ligada à produção de insulina, hormônio que tende a acumular em pessoas propensas ao desenvolvimento da DBM 2. Caso a alimentação irregular persista, o organismo pode desenvolver resistência à insulina, desencadeando a doença.

Por isso, a combinação de um plano alimentar regrado (com incentivo à perda de peso para pacientes com sobrepeso) e a redução das calorias por conta de atividades físicas é essencial para esses pacientes.

Indivíduos com pré-diabetes costumam apresentar outros fatores que aumentam as chances de problemas cardiovasculares, como hipertensão, obesidade e dislipidemia. Aqui, é importante atentar para fatores de risco como o tabagismo.

Planos alimentares para prevenção da diabetes

O principal ponto para a prevenção da diabetes mellitus tipo 2 é a qualidade dos alimentos consumidos. Esse fator chega a ser mais importante do que as restrições em si. Não existe uma estratégia alimentar universal para evitar a doença, dadas as particularidades de cada pessoa.

A maior ingestão de alimentos considerados essenciais à promoção da saúde e a diminuição de alguns grupos nutricionais como os ultraprocessados são medidas essenciais para evitar a pré-diabetes. São eles:

  • Alimentos à base de plantas;
  • Menor consumo de carne vermelha;
  • Dieta mediterrânea rica em azeite, frutas e legumes;
  • Cereais integrais, leguminosas e frutas in natura;
  • Produtos lácteos com baixo teor de gordura;
  • Consumo moderado de álcool.

Seguindo essas diretrizes e orientações, o risco de desenvolver diabetes é reduzido. Se o paciente levar uma rotina conforme as recomendações dietéticas, que levam em consideração as preferências individuais, pode-se aderir a um tratamento preventivo nutricional em longo prazo.

Quer ter acesso a conteúdos curados pela Associação Brasileira de Nutrição? Então, conheça o Programa de Atualização em Nutrição Clínica!

Redação Secad
Matéria por

Redação Secad

O melhor conteúdo sobre a sua especialidade.

Deixe uma resposta

Tele-Vendas

(51) 3025.2597

Tele-Vendas Liga

Para você

Informações

(51) 3025.2550